quinta-feira, 21 de outubro de 2021

Direito e Poesia




De onde nasce o direito? 

E a poesia, de onde nascerá ?

Penso em mil respostas

Mas qual delas será? 


No direito há palavras

Que buscam te ajudar

Na poesia as palavras

Expressam o seu olhar


Direito e Poesia

Ambos nascem

Do sentimento humano

Que busca se consolar


Sentimento de amor

De dor

De horror

Sentimento libertador


Assim nasce o direito

E assim a poesia nascerá 

Sempre do sentimento 

Que o homem externar



Maria Aparecida Francisco 

quarta-feira, 20 de outubro de 2021

Servir na Pandemia





Há muitas formas de servir,

inclusive na pandemia!

Talvez, no fundo, se permitir

amenizar a agonia

de simplesmente desconhecer

o que reserva o futuro

e, por isso, aprender

a superar o tempo duro

sem esperar nada em troca,

mesmo sem sair de sua toca,

é possível exercitar

a missão de se entregar

em lives ou campanhas,

realizar grandes façanhas

de profunda solidariedade,

descobrindo a alteridade

e o prazer do voluntariado

em servir quem está ao lado

somente pela sensação

de dividir seu próprio pão

e fazer a coisa certa

por manter a mente aberta

para aprender a lição

que Gandhi ensinou com o coração:

“Quem não vive para servir

não serve para viver”

 

Salvador, 28 de junho de 2020.

terça-feira, 19 de outubro de 2021

Como é a nossa escrita






Como é a nossa escrita

vista por outros leitores?

Causa dor?

Causa amor?

Causa raiva?

Causa tristeza?

Causa inspiração?

Que causemos um pouco de tudo

menos a solidão de não ser lido!

Justa causa amar a poesia!



Ludmila Costa

segunda-feira, 18 de outubro de 2021

Meu Tudo




Você é  

o que sempre sonhei 

Meu número 

Meu par 

Minha perfeição em tudo 

Meu alvo  

Minha meta 

Meu objetivo de vida  

Minha metade 

Minha parceria e companhia 

A luz que ilumina o dia  

O amor que preencheu 

minha alma que andava vazia  

 

Salvador, 14 de janeiro de 2021. 

domingo, 17 de outubro de 2021

A quem mais amo




Para ficar,

Me dê motivos...

Está bem mais fácil eu me perder.

Para apostar,

Me dê razões...

A aposta é alta. E se eu perder?

A quem cobrar?

Não há garantias...

A conta é alta, para não te perder.

Você está Rei,

Eu nasci Rainha...

O meu reinado vai além de você.

Amar...

Eu amo.

Afirmo isso.

A quem mais amo?

Meu próprio ser.



Negra Luz

sábado, 16 de outubro de 2021

sexta-feira, 15 de outubro de 2021

Hemetério – Educador Negro





Hoje quero falar, 

sem mistério,

De um educador negro,

Do império.


Já antes da abolição,

Denunciava o racismo.

Apesar de toda a discriminação,

Foi exemplo de multiculturalismo.


Lecionava português.

Foi da academia de filologia.

Sábio também no francês,

Mestre igualmente na ideologia.


Queria educação universal, 

Brancos e Pretos juntos.

Não a queria parcial:

Viva Hemetério José dos Santos.


(Paulo Basílio – 12/07/2020)

quinta-feira, 14 de outubro de 2021

Desculpa qualquer coisa

 



Desculpa qualquer coisa

como se houvesse o que desculpar

Desculpa qualquer coisa

para eu não ter que perguntar

Desculpa qualquer coisa

pois não sei o que fiz de errado

Desculpa qualquer coisa

para não me deixar de lado

Desculpa qualquer coisa

(talvez você não tenha visto)

Desculpa qualquer coisa

se ocorreu foi imprevisto

Desculpa qualquer coisa

ou alguma determinada

Desculpa qualquer coisa

não tenho culpa de nada

Desculpa qualquer coisa

não consigo assumir que errei

Desculpa qualquer coisa

seguirei meu caminho sem lei...

 

Desculpa qualquer coisa...

 

Salvador, 28 de maio de 2020.

quarta-feira, 13 de outubro de 2021

Fortuna – Deusa Romana da Sorte




Fortuna ou azar.

Amor ou rancor.

Alegria ou tragédia.

Caos ou Harmonia.


Deusa Romana.

Valores e poemas medievais,

Da coletânea Carmina Burana

Hoje não se encontram mais?


A música pode ser clássica.

Mas a roda da fortuna hoje,

Ainda causa grande furor.

Assim, todo cuidado com a álea.


Não se deixem enganar:

Ter sorte ou azar,

Na vida, na saúde ou no amor 

Não é questão só de destino.


(Paulo Basílio – 24/09/2020)

terça-feira, 12 de outubro de 2021

Afundando

 





Dores 

Stress 
Tristeza 
Solidão  
Cansaço  
Desesperança  
Medo 
Desilusão  
Receio  
Pavor 
Pânico  
Expiação  
 
Salvador, 03 de fevereiro de 2021. 

segunda-feira, 11 de outubro de 2021

Terra e Mar ou Mar e Terra?




Um oceano a lhes separar.

O mesmo sol, o mesmo mar.

A mesma terra. O mesmo luar,

Só não o mesmo lugar.


Tão perto:

No pensamento.

Mas tão distante:

No firmamento.


Como naufrago numa ilha,

Com um mar à frente,

Vê-se como indigente.


A distância é de milhas.

Apesar de chamar Terra,

É o Mar que tudo encerra?



(Paulo Basílio - 05/01/2016)

domingo, 10 de outubro de 2021

Autorresponsabilização

 




Há pessoas que desconhecem  

o significado da  

Autoresponsabilização... 

Ser adulto o suficiente  

e Assumir seus defeitos... 

Crescer finalmente  

E Não justificar com os outros  

o que foi feito por si  

Talvez seja pedir demais  

de quem somente  

aprendeu a ver 

o seu próprio umbigo... 

 

Salvador, 26 de janeiro de 2021.

sábado, 9 de outubro de 2021

Lições sobre a mesa





(Negra Luz)


Meu caqueiro hoje parecia algo dizer.

Olhei de cima para baixo,

Girei o, para melhor percebê-lo,

Havia algo a aprender.

Palmas secas sobre o descanso da terra,

Palmas maiores, mais antigas, talvez,

Arqueando suas astes,

Com beleza,

Em um sucumbir às ações de Tempo.

Do tempo passado,

Do tempo presente, 

Do tempo futuro,

Do tempo impensado.

Do tempo que não queremos ver.

Ao lado dessas astes mais amadurecidas,

Outras.

No apogeu da vida desfilavam,

Guiadas pela luz do sol.

Beleza!

Era o ballet da vida, permitindo as estações.

Em destaque, com quase todas as folhas fechadas,

Ainda em desalinho,

Num verde de quem começa a viver as primeiras primaveras,

Uma palma tirou-me palmas do olhar!

A beleza da juventude,

Uma luz a mais naquele caco de plantas sobre a mesa.

Nele, lições:

A integração entre os tempos da vida,

A harmonia entre o ontem, o agora e o depois,

A alternância entre o novo, o maduro e o antigo,

O equilíbrio entre o nascer, crescer, amadurecer...

E, um dia, descansar...

Todos...

Um dia.

sexta-feira, 8 de outubro de 2021

Homens Feministas?








Seu medo é diferente do meu.
Seu sexo pode ser
instrumento de terror.
Não me venha com
suas boas intenções,
pois, com elas,
pavimenta-se
a estrada para o inferno.
Sua posição soa mais
como indevida apropriação
do que compartilhamento.
Sua gentileza vira violência
Seu abraço não conforta,
mas, sim, agride.
O seu beijo machuca
e seu carinho quer me subjugar.
Não preciso de um defensor,
mas, sim, de um aliado,
quando chamado,
pois mesmo aliados
podem ser encarados
como inimigos infiltrados,
se não for delimitado
qual seja seu lugar de fala.
Suas brincadeiras não têm graça.
Sua cortesia me ofende.
Suas palavras,
em vez de inspirar,
apenas despertam minha ira.
Melhor permanecer calado...
E simplesmente ficar ao lado,
esperando a manifestação
de quem se ofendeu,
aguardando a reação,
em vez de tomar,
para si, a sua defesa,
pois, até para lutar,
é preciso legitimidade,
para não desvalorizar o movimento...



Salvador, 16 de agosto de 2016, compreendendo-se como parte do opressor na busca por não oprimir...

quinta-feira, 7 de outubro de 2021

Retrato





Eu não tinha este rosto de hoje,
Assim calmo, assim triste, assim magro,
Nem estes olhos tão vazios,
Nem o lábio amargo.

Eu não tinha estas mãos sem força,
Tão paradas e frias e mortas;
Eu não tinha este coração
Que nem se mostra.

Eu não dei por esta mudança,
Tão simples, tão certa, tão fácil:
- Em que espelho ficou perdida
a minha face?



Cecília Meireles

quarta-feira, 6 de outubro de 2021

Anagrama





Combinação de letras 

que trazem mais intriga  

do que certeza 

 

Inspiração e criatividade  

em transmitir  

uma mensagem  

 

Sensação de surpresa 

ao descobrir  

seu significado 

 

Explicação convincente  

de que o que é oculto  

pode ser desvendado 

 

Salvador, 24 de janeiro de 2021. 

terça-feira, 5 de outubro de 2021

A água em você

 





(Negra Luz)


Me diga que não precisa pensar na vida.

Me diga que não precisa pensar em você.

Se a resposta certa é o que espero,

Então me diga que pensa na água,

Ela está em você.


A água está em em mim

Está em você.

Sem ela, a fonte da vida é rio que seca.

Ressecam-se a fauna e a flora

E todo viver. 


Oxum e Yemanjá tem seus filhos

E abençoam com água

Salgada ou doce,

Abençoam o nosso viver.


Se tens fé nas Águas,

Da água deve cuidar,

Pensar nas nascente, 

Nos mares 

E nas suas vidas.

Em não poluir, revitalizar,

Proteger o que temos

Rever desperdícios e perdas ajudam a resolver.


Se já bebeu água com sede,

Sabe o que é não ter...

Por um segundo e urgimos sem ela.

Imagine o pior dos mundos sem a ter!


Me diga que não precisa pensar na vida.

Me diga que não precisa pensar em você,

Se a resposta certa é o que espero,

Então me diga que pensa na água,

Ela está em você.

segunda-feira, 4 de outubro de 2021

Quem ama tem que entender






Quem ama 

tem que entender  

que, por vezes, não dá  

para acontecer, 

mas isso não quer dizer  

que nunca dará: 

só não dá agora, 

mas ainda pode dar... 

 

Quem ama 

tem que entender  

que, muitas vezes,  

vai doer, 

mas isso não quer dizer 

que não passará: 

apenas a dor de agora 

é difícil de aguentar  

 

Quem ama 

tem que entender  

que, quase sempre, 

amar é sofrer, 

 

mas isso não quer dizer  

que não vale lutar: 

o poeta disse que tudo vale a pena, 

se a alma não é pequena... 

 

Salvador, 30 de novembro de 2020. 

domingo, 3 de outubro de 2021

Com os quatro elementos





Eu preciso mergulhar nos meus abissais
Deixar-me confrontar com os recifes
Ir à crista
Me quebrar
E me render


Eu preciso alcançar a rocha oculta
Fragmentar, em seixos, a culpa
Reagir
Confiar
E transcender


Eu preciso do furacão de vida
A redesenhar meus sentimentos
Entender o meu momento
Tornar-me brisa
E amanhecer


Eu preciso da larva quente do desejo
Que se acende com um beijo
Se é chama, que queime o meu peito
Gerar fumaça e fogo
E, só assim, dizer amar você.


Negra Luz

sábado, 2 de outubro de 2021

Procurando um Ninho





O que faz alguém  

se submeter  

a uma relação  

que não tem solução? 

É a tristeza, 

é a solidão...  

é a ilusão  

de ser feliz 

É acreditar  

que se deve buscar  

um ninho 

para se sentir  

vivo finalmente... 

 

Salvador, 27 de janeiro de 2021.