domingo, 7 de agosto de 2022

UM INSTANTE





Aqui me tenho

como não me conheço

nem me quis


sem começo

nem fim


aqui me tenho

sem mim


nada lembro

nem sei


à luz presente

sou apenas um bicho

transparente


-Ferreira Gullar

sábado, 6 de agosto de 2022

Filhas crescem

 




O bebê que vi nascer

e carreguei no colo

desabrochou com a primavera

de um tempo que não para...

E se viu menina...

E se viu moça...

E se viu mulher...

E se viu mãe...

Mãe de meu neto...

Retomando o ciclo,

carregando o bastão

e redescobrindo a gênese,

que nunca terminará...



Rio de Janeiro, noite de 20 de setembro de 2013, refletindo sobre o tema e uma musica de John Mayer no Rock in Rio.

sexta-feira, 5 de agosto de 2022

Bilhete



Se tu me amas, ama-me baixinho

Não o grites de cima dos telhados

Deixa em paz os passarinhos

Deixa em paz a mim!

Se me queres,

enfim,

tem de ser bem devagarinho, Amada,

que a vida é breve, e o amor mais breve ainda...


- Mario Quintana

quinta-feira, 4 de agosto de 2022

O Preço da Ousadia

  



Ousei tentar ser feliz

e quebrei o nariz

 

Ousei lutar pelo sonho

e tive um resultado medonho

 

Ousei amar sem medir consequência

e me machuquei com a experiência

 

Ousei construir meu caminho

e acabei ficando sozinho…

 

Salvador, 08 de maio de 2022.

quarta-feira, 3 de agosto de 2022

Dialética





É claro que a vida é boa

E a alegria, a única indizível emoção

É claro que te acho linda

Em ti bendigo o amor das coisas simples

É claro que te amo

E tenho tudo para ser feliz

Mas acontece que eu sou triste...


- Vinicius de Moraes

terça-feira, 2 de agosto de 2022

Florentino e Firmina

  


 

Há mais sentido

na existência

de quem tem crido

na persistência

 

de sonhar um dia

realizar a epifania

de estar ao teu lado,

finalmente acordado,

 

depois de viver uma vida

sem sentir o teu corpo,

mas a tua alma conhecer.

 

Esperar o tempo que for

para finalmente desfrutar

o mais puro e verdadeiro amor.

 

Salvador, 12 de maio de 2022.

segunda-feira, 1 de agosto de 2022

domingo, 31 de julho de 2022

O Pensador do Direito na Sociedade Contemporânea

 



 

O papel do pensador do direito

na sociedade contemporânea

não é mais apenas produzir conhecimento

e reproduzi-lo a seus seguidores:

é dar exemplo de que é possível

ouvir sem destruir,

dialogar sem atacar

 e construir uma sociedade

que transcenda o preconceito.

 

Ilhéus, 13 de maio de 2022.

sábado, 30 de julho de 2022

Pedaço de Mim

 



Notas

Oh, pedaço de mim

Oh, metade afastada de mim

Leva o teu olhar

Que a saudade é o pior tormento

É pior do que o esquecimento

É pior do que se entrevar


Oh, pedaço de mim

Oh, metade exilada de mim

Leva os teus sinais

Que a saudade dói como um barco

Que aos poucos descreve um arco

E evita atracar no cais


Oh, pedaço de mim

Oh, metade arrancada de mim

Leva o vulto teu

Que a saudade é o revés de um parto

A saudade é arrumar o quarto

Do filho que já morreu


Oh, pedaço de mim

Oh, metade amputada de mim

Leva o que há de ti

Que a saudade dói latejada

É assim como uma fisgada

No membro que já perdi


Oh, pedaço de mim

Oh, metade adorada de mim

Leva os olhos meus

Que a saudade é o pior castigo

E eu não quero levar comigo

A mortalha do amor

Adeus


-Chico Buarque

sexta-feira, 29 de julho de 2022

Estima e Valor

 


 

Quero ser menos estimado

e mais valorizado

Quero ser menos querido

e mais desejado

Quero ser menos amigo

e mais amado

Quero ser menos seu

e mais eu.

 

Fortaleza, 17 de junho de 2022.

quinta-feira, 28 de julho de 2022

Trabalhador Brasileiro




Por anos cedo acordei para trabalhar

sempre fiz hora extra para o patrão ajudar

mas um dia ao emprego chegar

tinha outro em meu lugar.


Perdi o trabalho,

fiquei por anos o emprego a buscar,

me achavam velho para o labor,

foi então que percebi

que era um homem sem valor!


O jeito foi fazer bico,

não fiquei um mês sem labutar,

para a vida inteira lutar

a fim do carne do INSS pagar

e um dia me aposentar.


Trabalhei no pesado,

de criança até cansar,

quando na hora da aposentadoria buscar

o Governo resolver a lei mudar.



Ao invés de aos 49 anos me aposentar,

mesmo sem emprego encontrar

sou obrigado continuar a trabalhar

para aos 65 anos tentar

a minha aposentadoria pegar.


Como no Governo não posso confiar

vou rezar para até lá

a norma não mais alterar.



Por Helio Gustavo Alves

Em 10/12/2016

Poema escrito por um Jurista após viver o maior Golpe da história do Brasil em que o Governo deu nos trabalhadores, roubando-lhes o Direito da Aposentadoria, bem como, inúmeros Direitos Sociais previstos no capítulo Dos Direitos e Garantias Fundamentais da Constituição Federal.

Vivemos a mais nova modalidade de Ditadura, que é aquela disfarçada em Democracia Governamental, onde a vontade do Governo vale mais do que todos os Pactos Sociais em vigor, sejam Nacionais ou Internacionais.

quarta-feira, 27 de julho de 2022

Descobrir o Amor em Você

 





Eu descobri o amor em você.

Não foi fácil

Minha mente confusa

com traumas e pressões,

tristezas e decepções,

não estava preparada

para construir uma nova estrada.

Mas você veio mesmo assim

por vezes devagar

por vezes acelerada

na mistura imprecisa

de ansiedade e desejo,

de cautela e paixão,

de medo e tesão…

Mas descobrir o amor em você

foi a retomada da esperança

de finalmente ser feliz

e encontrar a paz…

 

São Paulo, 10 de junho de 2022.

terça-feira, 26 de julho de 2022

Joelho no Chão




Joelhos dobrados,

A prece no coraçao

sem saber ao certo

Quem ouvirá minha oraçao


O invisível me faz duvidar

Estaria alguem a me ouvir?

Suficiente e forte

Para todas as minhas dores remir?


E sem outra saída

Curvo-me inseguro e cansado,

com lagrimas nos olhos,

Relatando o desamparo


A quem recorrer?

Sei que és a unica saída

Em meio a multidao

Sinto-me sem vida


E pacientemente,

inclina-se para ouvir

Aquele que duvidoso,insiste em pedir


Despindo-se de sua Gloria, Ignora minhas transgressões,

humildemente responde,

O clamor das minhas oraçoes


Com braço forte e poder singular,

Estende a sua mão,

E põe tudo que estava perdido,

No seu devido lugar


- Jacqueline Monteiro

segunda-feira, 25 de julho de 2022

Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha




Um dia

para chamar de seu

Um dia

para lembrar o que viveu 

Um dia

para ser o que sempre quis

Um dia

para rever a cicatriz 

de ser 

triplamente 

discriminada 

em uma existência 

que a tem em mente 

como quase nada...

Ser mulher 

não é fácil 

em um mundo 

de homens 

que se sentem donos 

de corpos e desejos alheios

Ser mulher negra 

é ainda mais difícil 

em um ambiente 

que pretende medir 

sua capacidade 

e seu caráter 

pela cor de sua pele

Ser mulher negra 

latino-americana ou caribenha 

é ser, acima de tudo,

uma sobrevivente 

no combate diuturno

a quem não sabe ser gente...


Salvador, 25 de julho de 2020, “Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha”!

domingo, 24 de julho de 2022

Empatia

  




 

Ponha-se em meu lugar

e veja como eu me sinto

Acione o zoom out

e olhe minha situação.

O segredo da paz

é encontrar a harmonia em si,

sem perder o sentir

e o olhar da dor do outro

O segredo da felicidade

não é só viver a alegria,

mas, sim, a solidariedade

e o poder da empatia.

 

Salvador, 20 de maio de 2022.

sábado, 23 de julho de 2022

Língua portuguesa




Última flor do Lácio, inculta e bela,

És, a um tempo, esplendor e sepultura:

Ouro nativo, que na ganga impura

A bruta mina entre os cascalhos vela...

Amo-te assim, desconhecida e obscura.

Tuba de alto clangor, lira singela,

Que tens o trom e o silvo da procela,

E o arrolo da saudade e da ternura!

Amo o teu viço agreste e o teu aroma

De virgens selvas e de oceano largo!

Amo-te, ó rude e doloroso idioma,

Em que da voz materna ouvi: "meu filho!",

E em que Camões chorou, no exílio amargo,

O gênio sem ventura e o amor sem brilho!


-Olavo Bilac 


sexta-feira, 22 de julho de 2022

O Gozo da Vida

  




O prazer

O tesão

O conhecer

da paixão

Proporcionar

ao outro

o completar

de seu corpo

Saber

a não mais poder

que viver

é mais do que

simplesmente

existir:

definitivamente,

é preciso sentir

o gozo da vida.

 

Salvador, 24 de abril de 2022.

quinta-feira, 21 de julho de 2022

"Nosso querer"



João quis ser ator, mas numa casa tão pequena, não havia espaço para a arte. Conheceu Maria, com quem casou e teve três filhos. Tem uma vida normal, de casa para o trabalho e no clube aos fins de semana. Nunca assiste TV, nem vai mais ao teatro.

Pedro sonhava ser médico. Deu continuidade aos negócios do pai, que prosperaram e hoje sustentam até os filhos de seus oito irmãos. Foi noivo de Alice. O compromisso se desfez quando ela cismou que só entraria na igreja vestida de branco. Pedro não suportou a ofensa.

Edgar queria curtir a vida. Abandonou o curso de Direito no quinto semestre. Conheceu pessoas novas, embriagou-se com todas elas e dormiu com algumas, até o dia em que suas “economias” acabaram. Alcoólatra, atualmente mendiga dois dedos de cachaça ao primeiro que cruza a esquina e ensaia suas teses de defesa na porta do bar.

Em comum, o desejo frustrado, por vontade própria ou alheia. Incomum, deixaram-se conduzir pela vida; foram montados pelo próprio cavalo. Quiseram alguma coisa, quiseram muito, quiseram até deixar de querer. Todo homem quer, mas nem todos se permitem lutar por.


                 [Às vezes, o querer é querer evitar, querer não sofrer, querer permanecer inerte. 

E quem há de  contrariar um desaproveito assim? É nosso querer. Fim.]



-Natália Oliveira

quarta-feira, 20 de julho de 2022

Mistery Machine

 





Agora quero mostrar

a minha nova alegria,

uma mistura para arrasar

de força e fantasia

 

Não faço questão

de ostentação,

mas sempre rodar

com muita paixão

 

Não quero Audi,

não quero Mercedes

só quero a Kombi

e a matilha nas redes

 

Mistery Machine é magia

em plena luz do dia

Pamplonacar é a saída

para curtir e viver a vida

 

Recordar a criança

que vive na lembrança

de tempos inocentes

sem problemas presentes

 

Olhar Camille no telhado

ou Carlos abrindo as portas

ver Tchuchucão animado

e Deus nas linhas tortas

 

Hans subindo em janelas

e Hannah beijando canelas

Simone pulando como um pião

aquece para sempre meu coração

 

Ver que o mundo ainda

pode ser muito Colorido,

circulando nas esquinas

e me sentindo vivo

 

Salvador, 10 de junho de 2022.

terça-feira, 19 de julho de 2022

A minha pátria é a língua portuguesa






Não chóro por nada que a vida traga ou leve. Há porém paginas de prosa me teem feito chorar. Lembro-me, como do que estou vendo, da noute em que, ainda creança, li pela primeira vez numa selecta, o passo celebre de Vieira sobre o Rei Salomão, "Fabricou Salomão um palacio..." E fui lendo, até ao fim, tremulo, confuso; depois rompi em lagrimas felizes, como nenhuma felicidade real me fará chorar, como nenhuma tristeza da vida me fará imitar. Aquelle movimento hieratico da nossa clara lingua majestosa, aquelle exprimir das idéas nas palavras inevitaveis, correr de agua porque ha declive, aquelle assombro vocalico em que os sons são cores ideaes - tudo isso me toldou de instincto como uma grande emoção politica. E, disse, chorei; hoje, relembrando, ainda chóro. Não é - não - a saudade da infancia, de que não tenho saudades: é a saudade da emoção d'aquelle momento, a magua de não poder já ler pela primeira vez aquella grande certeza symphonica.

Não tenho sentimento nenhum politico ou social. Tenho, porém, num sentido, um alto sentimento patriotico. Minha patria é a lingua portuguesa. Nada me pesaria que invadissem ou tomassem Portugal, desde que não me incommodassem pessoalmente, Mas odeio, com odio verdadeiro, com o unico odio que sinto, não quem escreve mal portuguez, não quem não sabe syntaxe, não quem escreve em orthographia simplificada, mas a pagina mal escripta, como pessoa própria, a syntaxe errada, como gente em que se bata, a orthographia sem ípsilon, como escarro directo que me enoja independentemente de quem o cuspisse.


Sim, porque a orthographia também é gente. A palavra é completa vista e ouvida. E a gala da transliteração greco-romana veste-m'a do seu vero manto régio, pelo qual é senhora e rainha.


-Fernando Pessoa