domingo, 4 de novembro de 2012

Entre Amantes

Entre Amantes

Rodolfo Pamplona Filho
O que é ser
o outro
na vida de alguém?
É aprender
a se sentir solto
e viver além.

Definitivamente,
é se ver
mais como gente
que tem de aprender
a ficar contente
em receber

não aceitação,
mas muito carinho,
tolerância e compreensão;
não fidelidade,
mas muitos beijinhos,
respeito e verdade;

e - claro! - amor de sobra
dos dois lados da moeda,
devolvendo, com dobra,
tudo que se entrega,
sabendo que o futuro é agora
e que todo tempo é só um instante,
quando toda espera é demora
para ser, da vida, um amante.

Aracaju, 09 de dezembro de 2011.

6 comentários:

  1. "Se você for embora agora, o que tivemos será perfeito para sempre." (Sweet November), mas pode ser perfeito pelo espaço que você quiser dar, afinal tudo o que fizeres, faça bem feito.

    ResponderExcluir
  2. Eita capega!

    Era menino e peguei um livro de Drummont na biblioteca do meu pai.

    Era uma poesia curta, uma só oração, um só período.

    Lí e exclamei: "mas é isso!?"

    Uns anos depois (nunca fui grande leitor) deparei-me com outra poesia... ...Que inveja danada!

    Não digo que o sentimento foi o mesmo, mas me levantou um sorriso..

    ResponderExcluir