sexta-feira, 18 de agosto de 2017

CONFLITOS SANGRENTOS




Jorge da Rosa

Brilha a aurora
Refletida pelo mar
Visão do agora
No futuro a pensar

Azul do infinito
Amarelo do amanhecer
Amor bonito
Para jamais esquecer

Diversos pensamentos
Razão e coração
Conflitos sangrentos
Pobre da nação

Sol nascente
Aqueça o trabalhador
Vítima de delinquentes
E de um terrível ditador.

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Perdão




Rodolfo Pamplona Filho

Desculpe por não ter imaginado sua dor
Desculpe por ter te causado horror
Desculpe por ter sido tão insensível
Desculpe por ter sido tão horrível
Desculpe por pensar que atos somem


Desculpe por ter sido tão homem

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

ATMOSFERA




Jorge da Rosa
⁠⁠⁠⁠

Encontro dos pássaros
Crepúsculo adiante
O rio e seus traços
Flora dignificante

Uma atmosfera
Com várias belezas
Longe das feras
E das incertezas

Feras estas
Que devoram o país
Déspotas
O povo clama por luz

Répteis rastejantes
Engolem uns aos outros
O trabalhador é insignificante
Para estes monstros.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Apenas um dia ruim




Rodolfo Pamplona Filho

Cuidado com
os dias ruins...
Não tome decisões
em dias ruins...

Por vezes, só o que
é necessário é
apenas um dia ruim

Há momentos em que
tudo é despertado por
apenas um dia ruim

Todo o amor
Toda uma vida
Tudo que se acredita
desvanece por
apenas um dia ruim

Se tudo que é sólido
desmancha no ar,
não há efetiva diferença
entre loucura e sanidade,
se você se apega à realidade
acreditando em
uma só verdade.

O que faz ser
o que você é?
O que dá sentido
ao que você faz
ou diz
ou quer fazer
ou diz que quer fazer?



apenas um dia ruim...

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Grazia



Lea Oliveira

Alguns não a conheciam
Isso eu tenho a lamentar
Pois você é exemplo
Alguém para se espelhar

Com seu jeito reservado,
vi devagarinho, a nossa amizade brotar
E assim reunimos
Muito carinho num só lugar

Vocacionada
Comprometida
Você dedicou sua vida
A árdua tarefa de julgar

Incansável e minuciosa
Você foi preciosa
Diligente e cuidadosa
Com cada causa a apreciar

No descanso da aposentadoria
Você estava radiante
Esbanjava alegria
Com o mundo novo que se abria

Agora, amiga querida,
Que partiu precocemente
Fica a lembrança florida
De quem terá você sempre em mente

domingo, 13 de agosto de 2017

O Canto do Cisne





Rodolfo Pamplona Filho

A proximidade da despedida
faz com que a melodia
mais encantadora
seja continuamente entoada,
como a forçosamente lembrar
os momentos de fascinação
que ficaram no passado
e que nunca voltarão...
Assim, sai de cena o Cisne,
dando lugar, no palco da vida,
a quem viverá o futuro...

Madrid, 06 de outubro de 2012.