quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Soneto para uma Flor

Soneto para uma Flor

Rodolfo Pamplona Filho
Quero tocar teu gineceu
com um doce beijo meu
e ver como o gosto de minha boca
te deixaria toda louca...

Deslizar em tuas folhas,
como quem acaricia os cabelos,
sem ter medo que te encolhas
com a força de meus dedos

No jardim, com teu lume,
apreciar o teu perfume,
sem nunca despetalar,

na certeza de que teu pulso
cede a cada meu impulso
para sempre me desejar.

Salvador, 12 de fevereiro de 2012.

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. PS: Sei que estou sendo repetitiva, mais quis dizer, que sempre, sempre LINDOOOO seus textos professor, suas inspirações..É isso.

    ResponderExcluir