sábado, 26 de maio de 2012

Problemas de Formatação

Problemas de Formatação

Rodolfo Pamplona Filho

Algumas vezes, não consigo
expressar o que eu sinto ou sigo,
não por dificuldade de expressão,
mas por uma falha de comunicação,
em que não posso colocar para fora
tudo que faz parte da minha história.

Tenho de ter cuidado com o texto,
pois qualquer visão fora do contexto
vira um irrecusável pretexto
para jogar bola ao cesto
com cada um dos meus planos
ou com os frutos dos meus anos.

Nestas horas, preciso disfarçar
ou aprender a improvisar
para conseguir transmitir
tudo que vivo a sentir
verdadeiramente no coração,
apesar de problemas de formatação

Salvador, 28 de agosto de 2011.

6 comentários:

  1. Prof. Rodolfo,

    parabéns pelo poema! Tenho que concordar que expressar o que se sente nem sempre é uma tarefa fácil. Entretanto, não menos difícil é ser compreendido, em algumas ocasiões... Digamos, pois, como Mário Quintana: “E que fique muito mal explicado. Não faço força para ser entendido. Quem faz sentido é soldado...”.

    Carinhoso abraço,

    Ticiana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Ticiana
      Fiquei muito feliz em saber que você gostou!
      E ser relacionado a Mario Quintana é uma honra para mim...
      Carinhoso abraço,
      RPF

      Excluir
  2. Chefe,
    Eu sempre fico boba com sua facilidade para transformar os motes mais improváveis em belos poemas!
    Me lembro de estar às voltas com a conclusão da minha dissertação, doida, cansada, e de achar tão bacana quando você me mandou esse aqui.. Adoreiiii!
    Beijos,
    Nanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nanda!
      Que bom encontrá-la aqui no blog!
      Lembro bem quando escrevi este texto!
      Encaixou como uma luva, não?
      Bijos,
      RPF

      Excluir
  3. lINDO POEMA, RODOLFO!
    ABRAçOS SAUDOSOS!
    AMANDA SANTOS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, amiga!
      Que bom reencontrá-la aqui!
      Abraços saudosos,
      RPF

      Excluir