segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Distância Aproximada

Distância Aproximada

Rodolfo Pamplona Filho
Tão longe, tão perto...
Quando me afasto
do seu olhar
é que consigo expressar
o mais puro dos sentimentos
que não quero esconder...

É estranho!
Ao ficar sem você,
fico mais perto
do que se estivesse aqui...
Pelo menos até
a oportunidade de rever...

Um dia, entenderei
porque a distancia aproxima
e a saudade reúne
o que deveria viver ao lado
em um eterno abraço apertado.

Belo Horizonte, 06 de junho de 2011.

10 comentários:

  1. Como já disse o poeta, a distância é para o amor o que o vento é para o fogo: apaga o fraco e aviva o forte...
    Abraço, Prof. Rodolfo,
    parabéns pelos textos sempre são lindos!
    Ticiana.

    ResponderExcluir
  2. Querida Ticiana
    Perfeito! Eu nao diria melhor...
    Beijos,
    RPF

    ResponderExcluir
  3. Há algum tempo namoro e interpreto este poema, sem, no entanto, conseguir transcrever o que sinto ao lê-lo! Acredito que isso acontece, justamente, pq o turbilhão de sentimentos que a distancia propicia são inexplicáveis. Eu, que, por diversos motivos, tive que me distanciar de pessoas amadas, me senti totalmente descrita no poema. É engraçado como a distancia faz enxergar o quanto é forte e duradouro o amor que sentimos por determinadas pessoas, não há tempo, ausência de comunicação, ou qq outra coisa que mude isso, vc pode passar anos sem se ver, se falar, que ao se encontrar vc vai sentir a mesma química e conexão! E o poema descreveu isso tão bem...a distância dói, mas, ao mesmo tempo fortalece o que realmente é verdadeiro. Acho que falei demais...rs

    ResponderExcluir
  4. Querida Leila

    Vc nunca fala demais... e sempre fala muito bem...
    Eu não descreveria melhor...
    Beijos saudosos, ainda mais pela distância,

    RPF

    ResponderExcluir
  5. Descreve exatamente o que sinto quando tenho a quem quero bem longe... A saudade impõe a presença tão querida dentro de nós.
    Parabéns pelo poema maravilhoso.

    ResponderExcluir
  6. Prezada Viviane
    Fico feliz que tenha gostado do poema!
    Ele realmente foi escrito em um momento muito especial!
    Beijos,
    RPF

    ResponderExcluir
  7. A distância não apaga a lembrança

    Você está em mim
    Eu em você
    E mesmo que a distância
    Arme o paradoxo
    Como bote virado
    Nós desviramos
    O barco
    E subimos
    Cada um com o seu remo
    Um de frente para o outro
    Sorrindo!

    Eu escrevi para uma amiga que mora longe, mas cabe aqui!

    Um abraço

    ResponderExcluir
  8. Querida Malu

    Sem dúvida alguma...
    Abraços,

    RPF

    ResponderExcluir
  9. Engraçado como a distância e o 'sentir saudade' nos coloca em uma posição de proximidade com as pessoas/coisas que nos proporcionam mais felicidade!
    Talvez isso se explique porque o ser humano tende a esquecer o que realmente lhe faz feliz e, desse modo, precisa "se afastar" para perceber o quão próximo estava da real felicidade..

    Parabéns pelo belo poema!

    Grande abraço,

    João Vitor Alves

    ResponderExcluir
  10. Querido João Vitor Alves
    Sentir saudade é sinal de que há ou que houve felicidade...
    Valeu!
    Abraços saudosos,
    RPF

    ResponderExcluir