terça-feira, 19 de março de 2013

Frustração (soneto de pé torto)

Frustração (soneto de pé torto)

Rodolfo Pamplona Filho
Quando se quer muito algo
e isto não se realiza;
Quando se espera um evento
e ele não se confirma;

Quando é enorme a expectativa
e maior ainda a decepção;
Quando não existem palavras
para amenizar a frustração...

Talvez o melhor seja
deixar o destino
nas mãos de uma fada

e nunca aguardar nada,
ouvindo apenas o sino
de uma vontade benfazeja...

Salvador, 03 de março de 2012.

2 comentários:

  1. Às vezes, penso que a tal fada desatinou. rs!
    Belo poema!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também...
      Obrigado por ter gostado do poema!
      Beijos,
      RPF

      Excluir