segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Sobre a Morte de Osama

Sobre a Morte de Osama

Rodolfo Pamplona Filho


Que mundo é esse
que saúda um bárbaro ato
como uma vitória
de um campeonato?
Que povo é esse
que comemora uma morte
como uma mudança
dos ventos da sorte?
Que tempo é esse
que clama pela paz,
mas não hesita em matar
ou a guerra declarar?
Que Cristo é esse,
que inspira tanto amor,
mas é usado, sem temor,
para justificar o horror?

Nada do que for feito
compensará quem sofreu
a dor de um sonho desfeito
pelo fanatismo crente ou ateu!
O maior desafio não é a vingança,
mas, sim, tolerar a diversidade,
aprendendo a ser agente de mudança
e construção de nova realidade.


Salvador, 09 de maio de 2011.




5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. É verdade..Lembrei dessa minha poesia:

    Quero espremer a laranja da vida


    Quero espremer a laranja da vida
    E nesse suco conturbado de causas e efeitos
    Criar uma cabana segura no centro de seus devaneios

    Quero arrebentar as correntes da vida
    Só pra sentir o gritar dos magníficos tolos
    Que criam suas convicções, suas formas desprovidas de compaixões

    Quero pichar os muros da ignorância
    Pra deixar cor de dobras na face dos que ainda choram
    E cantar ao ouvido dos surdos de coração
    Pra ver o quebrar dos males que afligem a população

    Quero tudo amar, tudo colaborar
    Pra que tudo vire nada, o que agora é nada
    Seja petrificado na praça de nossa aquarela
    Posto que sabedoria tenha sido nada, pra os montantes do nosso universo

    Quero criar esses versos
    Pois tudo quero ..
    Quero viver, quero crescer, quero lutar pela verdade
    E destruir completamente a maldade
    Pois acredito no que me formou
    No Deus que no tempo adequado
    Soltará mais uma vez sua frase
    “Nada é impossível pra aquele que nele crer”

    Portanto vou continuar a querer
    Querer pra vocês o melhor, pois..talvez.. o que querem seja tudo que falei.
    (Randerson Freire da Silva Sento-Sé)

    ResponderExcluir
  3. Prezado Randerson Freire da Silva Sento-Sé

    Linda poesia!
    Se vc quiser, escolha uma imagem legal e mande, junto com o texto do poema, para rpamplonafilho@uol.com.br que eu incluirei na pauta aqui do blog.
    Acho legal acompanharmos um blog e, de repente, encontrarmos um texto nosso ou uma referência a ele nele.
    Fica como minha homenagem!
    Abraços,

    RPF

    ResponderExcluir