domingo, 12 de dezembro de 2010

Masturbação Intelectual

Masturbação Intelectual

Rodolfo Pamplona Filho

É fácil impressionar os incautos
com linguagem gongórica nos autos,
repleta de neologismos
e recheada de estrangeirismos...

Arrotar uma cultura
que, definitivamente, não é pura
e que é impossível conquistar
em apenas uma vida a estudar...

Palestrar como se estivesse em ação
verdadeiramente em masturbação,
em busca solitária de prazer fútil
sem criar algo concreto ou útil...

Falar autores que ninguém ouviu falar
e escrever textos que ninguém lerá...
ou, se lerem, não entenderão,
já que não foram feitos
para ser compreendidos pela razão...

Manifestar seu pensamento
como se fosse o ressoar lento
da palavra sagrada de um Deus
tão arrogante que precisa dos seus
servos para bajulação no universo
e vitimas para seu sadismo perverso...

Tudo isso se vê e se sente
em muitos e diversos ambientes,
mas é quase onipresente
em todo ser vivente,
que, por estar há muito ausente,
esqueceu o que é ser inteligente.
Salvador, 10 de dezembro de 2010.

8 comentários:

  1. Adriana Lima Sampaio12 de dezembro de 2010 12:01

    Essa é a perfeita discrição de alguns docentes que tive o desprazer de enfrentar em minha vida acadêmica. Com alguma força de vontade, você consegue superar o narcisismo intelectual dessas pessoas, mas infelizmente fica a marca da arrogância e do sadismo.

    ResponderExcluir
  2. Prezada Adriana
    Foi a idéia desta revolta que me motivou a escrever este poema...
    Mas superaremos tudo e todos...
    Bjs,
    RPF

    ResponderExcluir
  3. Chamo isto de vaidade humana, este tipo de vaidade que é condenável dentro de uma cultura cristã.Há pessoas ,que se alimentam da energia do outro de tão fracos que são.Elas para se firmarem necessitam se "destacar" de alguma maneira...o pior que falam , falam e nada de essencial comunicam além de palavras sem vida.
    Por outro lado, você esqueceu de que o teu tema sugere também a masturbação intelectual de quem cria um texto , por exemplo.Ao criar teus poemas ,não estará também em plena masturbação intelectual? Já que criar implica em sair do lugar comum e manifestar outra forma de prazer?E para quem ler também não está também fazendo uso de uma masturbação intelectual?O que você realmente pensou? Somente naqueles "falsos intelectuais" do mundo acadêmico?Ou extrapolei demais na masturbação intelectual?Rodolfo, bj.Nara.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Nara!
    A ideia original foi do mundo academico mesmo, mas toda interpretacao é possivel!
    Fique à vontade!
    Bjs,
    RPF

    ResponderExcluir
  5. Adorei. Parabéns! Conseguiu transmitir o que tenho certeza que boa parte, de nós, estudantes, sentimos quando temos esse desprazer que Adriana disse no primeiro comentário.

    "em todo ser vivente,
    que, por estar há muito ausente,
    esqueceu o que é ser inteligente."

    Com certeza! Muito bom.
    Já me sinto leitora assídua ;)

    ResponderExcluir
  6. Rodolfo Pamplona,
    O chamarei assim, porque sua modéstia e grandeza o permite que o chame assim, sem o "Doutor", mesmo porque esse "doutorado" está muito abaixo de sua sabedoria... Tive um breve contato certa vez com você, e percebí o quanto é a dimensão da sua figura humana. Parabéns!
    Grande abraço

    ResponderExcluir