sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Nem tudo pode ser para agora

Nem tudo pode ser para agora

Rodolfo Pamplona Filho

Eu tenho de aprender que
nem tudo pode ser para agora...
uma vida não se constrói
na virada de uma noite...
um exemplo não se toma
com uma única atitude...
uma família não se forma
com uma única paixão.

Eu tenho de aprender que
nem tudo pode ser para agora...
Roma não foi edificada
em um único dia...
uma carreira não se consolida
com uma única obra...
uma poesia não se faz
com um único verso...

Eu tenho de aprender que
nem tudo pode ser para agora...
um abraço caloroso
não significa algo mais...
um olhar encantador
não significa mais que um olhar...
falar “eu te amo”
não significa se entregar...

Eu tenho de aprender que
nem tudo pode ser para agora?
Por que não tentar?
Por que não agora?
Por que não?

Salvador, 19 de setembro de 2010, aprendendo a viver novamente...

10 comentários:

  1. Bom dia.

    Vou guardar e repetir como faço com a frase de Mario Sergio Cortella:

    "... gente nasce não-pronta, e vai se fazendo. Eu, no ano q estamos, sou minha mais nova edição (revista e, às vezes, um pouco ampliada) ...".

    Parabéns pelo blog.

    Abs.

    ResponderExcluir
  2. Valeu, Anderson!
    Fico feliz que tenha se identificado com o poema!
    Abs,
    RPF

    ResponderExcluir
  3. As inquietudes do Ser humano são os que nos proporcionam o encontro com o que se pode chamar de VERDADE!

    ResponderExcluir
  4. Rodolfo Pamplona Filho15 de janeiro de 2011 21:34

    Caro amigo Marcos
    Esta é uma grande verdade...
    ABs,

    RPF

    ResponderExcluir
  5. A pressa, muitas vezes, pode desfazer um caminho (um destino...), o qual pode ser favorável ou não para nós. A verdade é que nunca vamos saber o que seria melhor ou pior, basta não ter medo de arriscar e aprender com as nossas escolhas e consequências. E o "agora" tem sua razão para ser deixado para depois...

    ResponderExcluir
  6. Oi, Elaine!
    Não tenha a menor dúvida disso...
    Bjs,
    RPF

    ResponderExcluir
  7. Acho que a vida observa como nos comportamos diante das frustrações, das decepções com o objetivo de nos ensinar que nem tudo que queremos pode ser alcançado de imediato e que as verdades da vida nem sempre se coadunam com nossos desejos!
    Acho que Nem tudo pode ser para agora nos ensina, tal qual uma criança pequena, que as vezes se torna necessário dar um passo de cada vez, por mais que queiramos correr!
    Em que pese pensar assim, confesso que tento, mas, nem sempre consigo absorver esta idéia, e mais uma vez me reportando ao comportamento infantil, me indago: Por que não pode ser agora?! E não importa a resposta que a vida me dê, a pergunta sempre será a mesma... por que não agora?!

    ResponderExcluir
  8. Querida Leila
    Como disse no final do poema:
    por que nao tentar?
    Por que nao agora?
    Por que nao?

    Bjs,
    RPF

    ResponderExcluir
  9. Caro Dr. Rodolfo
    O seu texto "Nem tudo pode ser para agora" foi um grande estímulo para que eu prestasse concurso para Professor Assistente do Curso de Odontologia da UFBA, ocorrido nos últimos quatro dias, e obtivesse um honroso segundo lugar, dentre dez candidatos. Arrisco dizer que caberia um recurso, já que detalhes me foram subtraídos, prejudicando um pouco a defesa do meu memorial, razão pela qual cheguei ao seu Blog. Estava buscando inspiração para fazê-lo quando me deparei com o tal poema.
    Já sou professora adjunta da UEFS há alguns anos, mas sempre desejei lecionar na UFBA, minha escola de formação. Não me sentia preparada o suficiente, dado o meu grau de exigência e cobrança pessoal, e ponderei se deveria fazer ou não a inscrição. Ao ler a frase final do texto "Por que não?”, resolvi tentar. E fui aprovada.
    Não poderia deixar de reconhecer a força desse texto neste processo da minha vida.
    A palavra certa, na hora certa, dita por alguém que não conheço pessoalmente, embora já tenha escutado excelentes referências de familiares que abraçaram a magistratura como carreira.
    Parabenizo o excelente trabalho que tem desenvolvido na área literária e o cuidado no tratamento das imagens de todos os seus poemas.
    Sucesso, felicidades e muitíssimo obrigada!
    Atenciosamente,
    Gardenia

    ResponderExcluir
  10. Prezada Gardênia

    Você não sabe como eu fiquei feliz ao receber a sua mensagem.
    Ela veio como um presente maravilhoso em um momento em que eu estava pensando se ainda valia a pena manter o blog.
    E vou mantê-lo, sim!
    Fiquei muito agradecido com sua gentileza de postar aqui esta sua mensagem junto do poema, pois pode fazer com que outras pessoas eventualmente se inspirem nele e, agora, também no seu testemunho.
    Parabéns pela aprovação! Fico muito feliz em ter influenciado na sua decisão.
    Abraços,

    Rodolfo Pamplona Filho

    ResponderExcluir